Páginas

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Então é natal, e eu consegui terminar as fronhas

Terminei as fronhas na máquina nova, yes, uma Singer facilita pró que ganhei do marido 💜
Fronhas confeccionadas com tecidos esquecidos que tinham primordialmente outro fim, e o destino deles foi mudado. Não são os tecidos mais adequados para roupas de cama, mas eu quis salvá-los do abandono total.

Selecionei poucas fotos das fronhas porque preciso mostrar a máquina!

Foram 6 fronhas no total


Pois sim, eu adorei o resultado!
E a máquina nova?!
Então, eu já usava a minha elgin há 5 anos, e a história dela está aqui e aqui pra quem quiser ler.
Foi lá no início do blog quando eu me interessei por costuras e afins. Participava do Clubinho da Costura, que é um blog sobre costuras, que motivou eu e várias amigas.
Eu nunca costurei como gostaria, algumas amigas foram muito longe, a exemplo da Stella Hoff, que hoje em dia dá até aulas na TV. Stella virou uma estrela, orgulho!

Apesar de ter costurado menos do que eu gostaria nesses 5 anos, eu senti necessidade de uma máquina mais potente e robusta, que costurasse várias camadas de tecido, mantas, barras de jeans, etc
Pesquisei muito sobre modelos e performance. Contei com a ajuda da Costura Katia, costura, que tem vários posts falando sobre o tema, e virou uma referência no assunto.
Decidi pela Facilita Pró 2918, embora o meu desejo inicial fosse a 4423, que infelizmente saiu de catálogo.
Estou satisfeita. Ontem ao costurar as fronhas, percebi que a máquina trepida  muito ao pisar forte para costurar mais rápido. Segundo o meu marido é a mesa que deveria ser mais pesada, apesar de eu não sentir que a mesa balançasse junto...

Abaixo as duas irmãs juntinhas. Eu, a mãe desnaturada penso em separá-las vender a Elgin porque já sonho em comprar uma overlock e uma galoneira. Para os projetos que imagino empreender precisarei de acabamentos perfeitos.

Minha mãe dizia que quando nos propomos a algo, que seja justo e bom, o universo conspira para que consigamos. E no dia em que ganhei a máquina, ganhei de uma amiga, um livro sobre costuras, muito fofo, com moldes dos projetos. Pra mim significou muito 🙏

Como é a última postagem do ano, e eu demoro a vir, vou mostrar dois bordados que fiz ultimamente. Amo ponto cruz! Uma pena que a minha visão não seja mais a mesma. Estou enxergando como uma senhora de 50 anos, que de fato eu sou, e gosto rs

Acima, toalha com capuz, encomenda para um bebê. Abaixo uma encomenda para uma moça que gosta de cachorros 🐶


Ano terminando, todos tivemos nossas tristezas, perdas, mas tivemos também muitas alegrias e conquistas, certamente. Portanto, a palavra é Gratidão!

Um bom natal a todos🎄

bjs da Lia


7 comentários:

  1. Uau! Seus trabalhos estão mega lindos. Quanto capricho nos detalhes. Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Que legal Lia... Ja acho lindo tudo que você faz, espero ansiosa pelas próximas artes!! Que a nova máquina te traga ainda mais felicidade! E que 2017 seja de muitas realizações pra você! Te adoro, vc sabe! Abraco apertado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, a recíproca é verdadeira, muito amor por ti!
      Obrigada por me incentivar desde o início da nossa amizade. Amizade essa, que um dia irei desvirtualizar. Feliz 2017, amora!

      bjs

      Excluir
  3. Que 2017, vc venha com muita criatividade, e boas festas a vc e sya família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poza... um apena eu não saber quem deixou a mensagem. De qualquer maneira, gratidão!
      bjs

      Excluir
  4. Oi Lia, eu também gostei das tuas fronhas. Eu costumo fazer isso: comprar tecidos para alguma coisa que acaba virando outra. E é tão satisfatório ver brotar da idéia novas idéias. Gostei também da tua máquina nova. Eu tenho uma Singer bem antiguinha, coisa de mais de 30 anos, mas sou uma costureira muito meia boca então essa me comporta. Ou eu comporto ela.
    Gostei do teu comentário sobre a m inha disposição de mudança de hábitos. Confesso que não foi fácil, mesmo porque escolhi me exercitar as 5:00h da manhã, eu que adorava ficar na cama até pelo menos a metade da manhã. Mas valeu a pena em todos os sentidos. Vai que só é difícil no começo. Beijos
    Joana

    ResponderExcluir
  5. Lia,como estás?
    Há muito que não escreve. Saudades.
    Sugiro um livro muito interessante: Reforma Íntima, sem martírio.
    É psicografado por Wanderley S. de Oliveira, pelo espírito Ermance Dufaux.
    Dê noticias.
    Papai mais e mais se embrenha no Alzheimer e eu a principal cuidadora, com ajuda das manas que aqui vivem e outros.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...